A liberdade criativa na decoração empresarial é uma tendência, porém, é preciso muito cuidado na hora de ousar, dependendo do nicho do negócio. O projeto de interiores para uma agência de publicidade será muito diferente daquele para um escritório de advocacia, certo?

Mas é possível inovar mesmo em ambientes que precisam transmitir mais sobriedade. A dica é usar cores, móveis e outros elementos de forma estratégica e, assim, criar um espaço harmônico, mas com a personalidade da empresa.

Neste post, separamos 9 dicas de decoração empresarial para transformar o ambiente de trabalho, o que pode aumentar a produtividade e satisfação dos colaboradores, além de passar mais confiança aos clientes. Confira!

1. Papel de parede

O papel de parede pode trazer requinte ou descontração ao ambiente, ou seja, pode ser utilizado de acordo com a imagem que a empresa pretende transmitir. A dica é usar esse revestimento em uma parede com maior destaque, contrastando com o padrão de cores do recinto.

O uso desse item é bem interessante por conta de sua variedade de cores, texturas, desenhos e estampas, assim é possível escolher aquele que se harmonize com as cores da identidade visual do escritório.

Para facilitar na hora da limpeza, principalmente em locais de grande circulação, o ideal é escolher papéis de parede vinílicos.

2. Carpetes

Revestir o piso com carpete vai transformar a decoração empresarial, imprimindo sofisticação e conforto ao ambiente. É importante utilizar um carpete com material tecnológico, como o nylon 6.6 da Antron, que é antialérgico, ou seja, não retém poeira nem ácaros, além de ser antiestático, antichamas e fácil de limpar.

É possível encontrar o carpete em espessuras, cores e estampas variadas e garantir, além de beleza e personalidade, isolamento térmico.

Proteção acústica

Outra vantagem desse material é o conforto acústico, que deve ser prioridade em ambientes corporativos, pois a produção de ruídos é intensa, com a movimentação de pessoas, telefones tocando, entre outros fatores. O carpete consegue absorver até 10 vezes mais os sons em comparação com outros tipos de revestimento.

Dessa forma, é um material que vai colaborar com a harmonização dos sons no local e redução de ruídos, o que aumenta o nível de concentração dos colaboradores e, consequentemente, a produtividade.

3. Iluminação natural

Aproveitar grandes janelas e garantir a iluminação natural traz mais leveza ao ambiente corporativo, além de ser uma atitude sustentável para qualquer negócio. É claro que ninguém vai trabalhar com a luz do sol fazendo brilho na tela do computador — é importante pensar em projetos em que a luz solar seja aproveitada ao máximo sem interferir no bem-estar das pessoas.

Assim, é fundamental o uso de cortinas e persianas versáteis para aproveitar a luminosidade natural na medida certa e proteger os móveis e outros objetos da exposição solar intensa.

Falando em sustentabilidade, os projetos de escritórios devem privilegiar as lâmpadas de LED, que são versáteis, econômicas e não influenciam na temperatura do ambiente.

4. Espaços unificados

A grande tendência na decoração empresarial são os espaços abertos e unificados — grandes salas sem paredes ou divisórias onde os colaboradores ficam lado a lado, favorecendo a interação e trabalhos em equipe. É uma ideia de gestão horizontal.

Para esse conceito de coworking, a dica é apostar em estações de trabalho mais dinâmicas, que acomodem várias pessoas de forma confortável. Nesses espaços, é importante contar com móveis versáteis, que permitam diferentes composições.

O desafio para arquitetos e designers de interiores é, a partir dessa ideia de integração, criar um ambiente que não perca o foco na organização.

5. Formatos orgânicos

Para trazer a sensação de movimento e aconchego, a dica para harmonizar ambientes corporativos é apostar no design orgânico, que aparece em móveis e outros elementos da decoração.

São peças inspiradas na natureza, com curvas e formas arredondadas, o que imprime um estilo inovador aos espaços. Aliás, o formato orgânico se encaixa muito bem aos móveis ergonômicos, que não podem faltar nas empresas que priorizam a saúde e bem-estar de suas equipes.

As linhas sinuosas podem estar em sofás, mesas, cadeiras, bancadas, espelhos, luminárias e até sancas de gesso.

6. Plantas

Seja qual for o estilo do negócio — dos sóbrios aos mais descontraídos — as plantas são elementos que não podem faltar na decoração empresarial. Elas trazem vida, cor e um toque de natureza para a rotina de trabalho.

A ideia é escolher aquelas que se adaptem a ambientes internos e posicioná-las em locais que não atrapalhem a circulação. Vale também apostar em jardins verticais ou ainda usar pequenos vasos para decorar as mesas. 

Além de beleza, as plantas podem deixar o ar mais limpo, absorvendo alguns poluentes.

7. Estilo industrial

Apesar de ser marcado por um visual inacabado, o estilo industrial pode trazer beleza, modernidade e funcionalidade ao ambiente corporativo. O uso de tubulação e tijolos aparentes, metais e revestimento de cimento queimado são ideais para a tendência de espaços unificados de trabalho.

Outros itens que compõem esse estilo são o piso amadeirado, a iluminação não embutida, além do aproveitamento de vigas e colunas para compor a decoração.

A única precaução é não tornar esse espaço muito frio e impessoal, por isso é importante abusar de cores quentes em detalhes, de acordo com a identidade da empresa.

8. Elementos coloridos

Pequenos toques de cor, seja em móveis, quadros, luminárias e tapetes podem trazer vida, principalmente para ambientes mais neutros, em que há o predomínio do branco, bege e cinza claro.

As tonalidades mais marcantes podem ser escolhidas de acordo com a identidade da marca, reforçando os valores e cultura da empresa também na ambientação.

Trazer pontos de contraste para a decoração empresarial pode ajudar ainda na criatividade e produtividade dos colaboradores.

9. Mix de materiais

Para criar uma ambientação elegante, o projeto de interiores de uma empresa pode propor um mix de materiais, com metais, vidro, madeira e tecido, e propor um espaço personalizado e com ar de contemporaneidade.

Quando se fala em materiais para espaços corporativos, é preciso selecionar aqueles mais resistentes e duráveis, principalmente se houver um fluxo grande de pessoas.

A decoração empresarial pode ser pensada para reforçar a identidade visual da marca, motivar os colaboradores e impressionar os clientes. É possível inovar até mesmo em escritórios que pedem um estilo mais clean, conferindo personalidade para o ambiente.

Quer montar um projeto de interiores empresarial com itens de alta qualidade? Entre em contato com a Santa Mônica, referência em tapetes e carpetes para ambientes residenciais e corporativos!