Viver em cidades cada vez maiores e mais agitadas tem suas vantagens, mas é inegável que os cenários cinzentos podem ser bastante monótonos. Para fugir disso, uma excelente saída é compor uma linda decoração com plantas na sua casa.

Há inúmeras formas de trazer a vegetação mais para perto do nosso cotidiano: tudo depende do quanto você puder investir, do espaço disponível e do que a criatividade mandar! Se você acha que não tem talento para cuidar de plantas, não se preocupe: existem espécies lindas e que demandam um mínimo de cuidados.

Conheça neste post 7 tendências de decoração com plantas para deixar sua casa ainda mais linda!

1. Use suportes criativos

Vasos e jardineiras são os suportes mais convencionais para plantas, independentemente de serem usados em casas, apartamentos, espaços internos ou externos. Sempre são boas alternativas e você pode dispô-los de variadas formas: vasos sobre o piso, pendurados no teto, fixados na parede ou no peitoril das janelas.

Para quebrar um pouco esse visual tradicional dos vasos mas manter sua praticidade, os suportes mid-century de metal, madeira ou outros materiais são boas opções e que vão bem com vários estilos: retrô, sofisticado, rústico — depende apenas de qual você mais gostar.

Se você busca formas mais inovadoras de decorar, pode apostar em quadros de plantas, por exemplo. A ideia é simples: assim como se faz normalmente com fotos, você pode emoldurar folhas verdadeiras, artificiais ou ilustrações e misturar aos outros quadros presentes na decoração da sua casa.

Assim, você começa o seu espaço verde sem precisar regar e cuidar da vegetação periodicamente, além de alcançar um efeito diferente e muito bonito!

2. Espalhe as plantas nas áreas abertas

Já as varandas e as áreas de lazer externas são ambientes que permitem uma ampla gama de soluções paisagísticas. Os jardins verticais continuam sendo uma boa aposta, e se o espaço for generoso, você pode utilizar vasos com plantas altas ou miniárvores sobre o piso ou em apoios, além de jardineiras para flores.

Aproveite para explorar mais ainda o espaço com mesas para refeições em família e rede para descanso. Assim você tem o seu refúgio contra a vida acelerada das cidades, seja para fazer uma leitura ou curtir um almoço de domingo ao lado de pessoas queridas.

3. Receba seus convidados com verde

Já vai longe o tempo no qual os jardins verticais, os vasos de todos os tamanhos e os outros tipos de decoração com plantas eram exclusivos áreas externas, varandas ou quintais. Usando espécies e proporções adequadas, você pode espalhar a vegetação pela casa inteira!

Em halls de entrada, por exemplo, uma boa solução é o jardim vertical. Se você mora em uma casa, ele pode ocupar toda uma parede — ou mais de uma — e apresentar plantas de folhagem exuberante. Ter uma iluminação artificial de qualidade voltada para as plantas ajuda a valorizar ainda mais o espaço, especialmente à noite.

Caso você more em um apartamento, que normalmente conta com restrições por dividir o hall com outras unidades habitacionais, kokedamas e vasos pendurados por cordas são opções discretas e que conferem delicadeza e sofisticação.

4. Traga a vegetação para perto

Para salas de estar e quartos mais compactos, são mais aconselháveis espécies de porte pequeno — as de porte médio vão melhor em ambientes amplos. É indicado ainda que essas plantas sejam resistentes a horas prolongadas sem luz do sol direta. Procure, mesmo assim, expô-las periodicamente à iluminação natural, de modo a manter as plantas saudáveis.

Em banheiros, o verde também serve para trazer mais vida e sensação de aconchego. Os vasos pequenos são ideais, distribuídos sobre a bancada, compondo com bandejas de utensílios, em prateleiras ou nichos. Vale investir em recipientes mais sofisticados, de vidro ou metal, para potencializar o efeito da decoração com plantas.

5. Componha atmosferas

Aqui depende exclusivamente do seu gosto pessoal. Afinal, a decoração com plantas deve refletir a personalidade de quem usa aquele espaço, assim como todo o projeto de design de interiores.

Usar vasos de diferentes diâmetros e alturas, apoiados sobre o piso, com miniárvores, bambus e outras plantas com altura fornece um clima de floresta dentro do ambiente. Mas atenção: essa é uma boa opção caso o espaço seja amplo e receba uma boa quantidade de luz solar ao longo do dia.

Se o seu estilo for mais discreto, uma ideia interessante é usar o verde como pontos de interesse: vasos pequenos sobre a mesa de jantar, em móveis de cabeceira nas laterais da cama ou em prateleiras no home office. Você vai ver como os menores acréscimos de plantas nos ambientes é capaz de melhorar o ânimo dos usuários e a atmosfera da casa inteira!

Escadas, paletes, telas de arame, caixotes de feira, cestos, canecas, tubos de construção: tudo pode ajudar a compor decorações descontraídas, rústicas, elegantes ou qual outra atmosfera você desejar em um ambiente.

6. Priorize espécies bem adaptadas a interiores

Ao escolher quais plantas levar para casa, é preciso considerar em que ambientes elas ficarão, a quantidade de sol e vento que vão receber, além da sua própria disponibilidade de cumprir com os cuidados que cada espécie precisa. Confira algumas das mais utilizadas:

Lança-de-São-Jorge

Essa planta fica muito bonita em ambientes com pouca ou muita luminosidade. A lança-de-São-Jorge exige poucas regas e suporta climatização por ar-condicionado.

Ciclantus

Vai bem em ambientes internos, desde que receba uma boa quantidade de luminosidade ao longo do dia. Gera arranjos tanto de médio quanto de grande porte.

Orquídeas

Ideais para arranjos menores e sempre uma boa opção para salas e quartos. Devem receber sol pela manhã e no final da tarde, estar em substrato úmido e em um recipiente arejado para que as raízes possam respirar.

Árvore-da-felicidade

É um tipo de miniárvore que, além de linda, traz harmonia e boas vibrações para o ambiente — os mais supersticiosos dizem que é preciso ganhar uma de presente!

Samambaias

Com suas folhas volumosas, são perfeitas para jardins verticais ou para arranjos pendurados.

Cactos

Existem em diversos formatos e tamanhos. Exigem poucas regas, o que é muito bom para iniciantes em cuidados com plantas ou quem não tem muito tempo livre.

Suculentas

Estão entre as espécies preferidas. São resistentes, coloridas e aproveitam muito bem a umidade do ar. Caso seja sua opção, procure expô-las ao sol uma vez por dia para mantê-las saudáveis.

7. Aposte em uma mini-horta

Perfeito para quem gosta de cozinhar. Se a sua cozinha recebe uma boa quantidade de luz solar, é o ambiente mais indicado. Caso contrário, disponha a mini-horta em varandas, áreas de serviço ou locais próximos às janelas.

Outro cuidado na decoração com plantas na cozinha é manter as espécies longe do calor do fogão, uma vez que isso pode prejudicar seu desenvolvimento.

Inove usando canecas, latas ou outros recipientes diferentes para dispor suas plantinhas. Escolha seus temperos prediletos, plante as sementes ou mudas e respeite os horários de rega. Depois, é só aproveitar para usar tudo fresquinho!

Na hora de comprar as plantas — ou mesmo se você ganhar algumas de presente —, procure pesquisar os principais cuidados necessários para cada espécie. Mesmo aquelas menos exigentes precisam de rega em determinados períodos — que se não forem respeitados, podem acabar com seus jardins e arranjos.

Além disso, cuidar do verde dentro de casa aos poucos se transforma em uma terapia contra a pressa que o cotidiano nos impõe e a ansiedade tão presente na nossa sociedade. Assim, você deixa de encarar essas manutenções diárias ou semanais como uma obrigação, mas como um passatempo e até mesmo um estilo de vida.

Gostou do nosso conteúdo sobre decoração com plantas? Pronto para começar? Se você quer receber mais dicas e novidades, acompanhe nossas redes sociais! Estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Pinterest e no YouTube!