A Santa Mônica apóia a campanha do Outubro Rosa que estimula a participação de todos no controle do câncer de mama. 

O grande número de casos de câncer de mama acaba favorecendo a proliferação de alguns mitos sobre a doença. Resolvemos então, compartilhar escrevendo aqui alguns mitos desse câncer tão comum entre as mulheres.

O uso de desodorantes e antitranspirantes favorecem o aparecimento do câncer de mama

Não há estudo que comprove essa relação, sejam eles em spray ou roll-on, por não haver nas axilas a presença de glândulas mamárias.

O autoexame é suficiente, substituindo a mamografia

O autoexame, realizado 7 dias após o início da menstruação, auxilia na identificação dos nódulos, mas o ideal é sempre ter os três em dia: o autoexame, a mamografia anual juntamente com o acompanhamento médico. Nenhum desses três itens sozinhos serão 100% eficientes.

 

O câncer de mama sempre aparece em forma de caroço (nódulo)

Começamos falando que nem todo caroço é um câncer. A maioria dos nódulos, na verdade, são benignos mas precisam sempre de um acompanhamento médico para avaliação do tratamento adequado.

Além do formato em caroço ou nódulo, o câncer de mama pode se apresentar em forma de microcalcificação e, nesse caso, para um diagnóstico precoce somente a mamografia é capaz de encontrá-lo.

Apenas mulheres com histórico na família podem desenvolver a doença

Algumas pacientes apresentam risco maior que outras, mas a verdade é que todas as pessoas, em qualquer idade, podem desenvolver o câncer de mama.
Mas existem sim alguns grupos com maior risco que outros, nesses grupos temos: mulheres que menstruaram muito cedo, amamentaram e/ou engravidaram após 30 anos, que não cultiva hábitos de vida saudáveis (álcool, fumo, sedentarismo, etc),  que tenham histórico na família em primeiro grau (mãe, irmã e filha), que fizeram terapia de reposição hormonal e tiveram menopausa muito tarde.

O indicado é começar a prevenção sempre com o acompanhamento médico juntamente da mamografia e do autoexame. A idade indicada é a partir dos 40 ou 50 anos, mas caso se enquadre nos grupos com maior risco, é importante a verificação da idade inicial da prevenção com o seu médico.

 

Mulheres com seios pequenos estão no grupo de baixo risco em desenvolver o câncer de mama

Não existe relação da doença com o tamanho dos seios, os fatores de risco verdadeiros são hereditariedade, obesidade e o cultivo de maus hábitos, como por exemplo, o de fumar.

Somente mulheres desenvolvem o câncer de mama

O câncer de mama se desenvolve a partir do tecido mamário, que ambos, mulheres e homens possuem. Porém a neoplasia é rara em homens, o que não quer dizer que o autoexame não deva ser realizado também por eles, é indicado e necessário, ainda mais por aqueles que têm problemas de obesidade que cause o aumento das mamas e também daqueles que fazem uso de anabolizantes.

 

Lembre-se de sempre consultar seu médico, só ele pode proporcionar o melhor diagnóstico e esclarecer todas suas dúvidas.

Agora que você já sabe sobre alguns mitos do câncer de mama, ajude a combatê-los sempre que ouvir algum deles por aí! Combinado?